Daniel no Rádio




Ninguém acertou os seis números do concurso 2.002 da Mega-Sena sorteados neste sábado (6) na cidade de Camboriú (SC). O prêmio estimado para o próximo concurso, que será sorteado na quarta-feira (10), é de R$ 8,5 milhões.

Veja as dezenas: 04 - 28 - 30 - 38 - 46 - 59.

A quina saiu para 24 apostas e cada uma delas levará um prêmio de R$ 69.257,39. Outros 2.214 bilhetes acertaram a quadra e ficarão com R$ 1.072,51 cada. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 07/01/2018 - 13:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.0/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Depois de sair do PSC, prometer se filiar ao Patriota, e até colaborar para mudar o nome do partido para "PEN", o deputado federal Jair Bolsonaro terminou em namoro com o PSL. Num acordo relâmpago, o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, anunciou, ontem, como o Blog da Folha anunciou em primeira mão, a pré-candidatura de Bolsonaro à Presidência da República, que veio a Recife somente para selar a aliança.

A filiação à sigla, no entanto, só será fechada durante a janela partidária, em março, para evitar que seu mandato seja cassado. E a candidatura terá o martelo batido em agosto, durante a convenção do partido. O anúncio pegou a todos de surpresa, causou um imbróglio interno no PSL e poderá ter reflexos negativos na base do governador Paulo Câmara (PSB).

De acordo com Bolsonaro, não havia garantia, no Patriota, de que iria à disputa pelo Planalto, o que motivou a saída. Segundo ele, a afinação com o PSL trouxe perdas e ganhos para ambos os lados. Para migrar à sigla, o deputado concordou em assumir uma das bandeiras de Bivar, a simplificação tributária.

"O que acontece é que Bivar está no partido pequeno. Dificilmente ele sobreviria à cláusula de barreira e eu, sem partido, não seria candidato. Então, estamos fazendo um casamento. Bivar, você vai casar com a Glória Maria. Vocês ganham e perdem também. Você vai querer jogar futebol e tomar cerveja todo dia, talvez ela não queira mais, então a gente ganha e perde", exemplicou, numa alusão às concessões feitas numa relação.

Mas esse "namoro-casamento", já nasce "estigmatizado". Após o anúncio, o movimento "Livres", ala do PSL pró-liberalismo político e econômico, decidiu abandonar a agremiação. Até mesmo Sérgio Bivar, que é filho de Luciano , e foi candidato a vice-prefeito do Recife na chapa de Daniel Coelho (PSDB) em 2016, também anunciou sua saída.

Por meio de nota, esses ex-aliados consideraram que a filiação se deu "à revelia" das diretrizes partidárias. O movimento Livres, que tem 152 mil seguidores no Facebook, havia sido incorporado ao PSL e chegou a comandar 12 diretórios estaduais. O movimento, inclusive, era visto como uma estratégia para repaginar a legenda. (Blog da Folha)




Publicado por: Daniel Campos - 07/01/2018 - 11:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Vítima de violência doméstica, dona Sofia Severo da Silva se viu obrigada a abandonar os filhos após ser ameaçada pelo marido. De São Paulo, veio para o Recife da década de 1960, mas, por toda sua dor, preferiu não construir família. No coração, a esperança de rever seus filhos permanece até hoje. A Folha de Pernambuco registrou reencontro entre mãe e filho, renascidos a partir do abraço que esperou 55 anos.

"Na vida, temos que saber conviver com todos. Cada pessoa tem um coração diferente." O conselho sobre como viver em harmonia partiu de dona Sofia Matias Severo da Silva, 86 anos, residente há 10 anos no Abrigo Cristo Redentor, localizado em Jaboatão dos Guararapes. Apesar do ensinamento, ela declarou que, em toda sua vida, não construiu laços sólidos de amizade e nem quis. Tímida e, segundo os enfermeiros da unidade assistencial, um pouco reservada e, por vezes, mais agressiva, estava com sorriso especial no rosto e muito receptiva nessa sexta-feira (5). O motivo? O reencontro com seu filho mais velho, após 55 anos de uma separação inevitável.

A idade mais avançada nunca foi impedimento para que ela relatasse sua trajetória de vida com detalhes, mas o problema é que muitos não acreditavam, achavam que ela poderia estar confusa com suas lembranças. Até que no dia 20 de outubro, durante a ação solidária de uma empresa de telefonia móvel, o gerente Thiago Cavalcante Sampaio sentiu-se tocado com a história e decidiu ir em busca dos filhos perdidos. Ele conseguiu encontrar Severino Matias Severo da Silva, 57, no Facebook.

Ela foi a primeira senhora que conversei e aquela história me impactou. Fui procurar a assistente social para saber até que ponto aquelas lembranças eram reais, e depois fui procurar esses filhos nas redes sociais", explica Thiago, que realizou uma campanha com os amigos para financiar a passagem do Rio de Janeiro para Recife, do filho mais velho de dona Sofia.

Na véspera de Natal, Severino, que mora no Rio de Janeiro e é pastor da igreja Assembleia de Deus, mesmo com a desconfiança ao ser questionado se conhecia a mãe, decidiu responder ao gerente de telefonia. "Resolvi reativar o Facebook para desejar feliz Natal para meus amigos, foi quando vi as mensagens dele.

Conversamos e vi que os dados batiam", relembra. Dona Sofia estava sentada no banco em frente à capela do abrigo, enquanto aguardava ansiosa pela chegada do filho, rezava um terço com suas companheiras de cotidiano. Ao avistar um senhor ao lado do voluntário Thiago, ela perguntou: "Esse moço é que é meu filho?". De imediato o pastor a abraçou e perguntou se poderia chamá-la de mãe, logo em seguida pediu sua benção. "Não a culpo de nada. Eu achava que ela já tinha falecido. Meu aniversário é na próxima terça-feira e fico muito feliz de ter ganhado esse presente. Hoje nós renascemos", afirma Matias Severo. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 07/01/2018 - 09:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O diretor do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), o delegado César Augusto Monteiro Alves Júnior, disse que determinou, neste sábado (6), abertura de processo administrativo contra si próprio para apurar os 120 pontos na carteira de habilitação dele.

A pontuação foi revelada pelo Jornal O Globo nesta sexta-feira (5). Dos 120 pontos registrados, 44 são referentes a infrações cometidas em 2016, 30 em 2017, 16 em 2015 e 30 em 2014.

"Tão logo tomei conhecimento desses pontos, como diretor do Detran, já determinei, imediatamente, que se instaurasse procedimento administrativo contra mim para que apurasse as responsabilidades", disse o delegado.

Ao todo, são 26 infrações. Por 18 vezes, o diretor do Detran foi multado por ultrapassar o limite de velocidade em até 20%. Em três multas, a infração por velocidade entre 20% e 50% acima do permitido. Em outras quatro, o delegado foi multado por avançar o sinal vermelho, que é uma infração gravíssima. Há ainda uma infração por falta do uso do cinto de segurança.

A maioria das infrações por excesso de velocidade foi cometida nas rodovias Anhanguera e Dom Pedro I, em São Paulo. Outras multas foram registradas em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 07/01/2018 - 07:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Durante o mês de janeiro, pelo menos 11 ministros estarão fora de Brasília. Oito estarão em férias e outros três, em viagens oficiais para o exterior. O governo tem 28 ministros de estado.

Na ausência do titular da pasta, o ministério normalmente fica sob comando do secretário executivo ou do secretário-adjunto. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 06/01/2018 - 18:32:27  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O ano eleitoral será agitado não só no Brasil, mas em outros países da América Latina, onde cidadãos de ao menos seis países irão às urnas para escolher seu próximo presidente.

A primeira votação será em fevereiro, na Costa Rica, e a última pode se dar apenas em dezembro, na Venezuela. Nesse meio tempo, Paraguai, Colômbia, México e, é claro, Brasil também escolherão um novo mandatário em votações que podem redesenhar radicalmente o mapa político latino-americano.

Ainda haverá votações para renovar o Legislativo e governos locais em El Salvador, em março, e no Peru, em outubro, enquanto Cuba determinará em abril quem sucederá o presidente Raúl Castro, mas em um processo indireto e diferente do restante dos países da região.

O calendário pode ainda ter algumas surpresas se prosperar em Honduras o pedido da oposição de anulação da votação que elegeu Juan Orlando Hernández presidente em novembro. Ou se a crise política peruana levar à destituição do presidente Pedro Pablo Kuczynski, que sobreviveu em dezembro a um julgamento de impeachment sob acusações de corrupção.

Mas, levando em conta só as eleições já confirmadas, quem são os principais nomes na disputa? Quais ideias defendem? E quais fatores podem definir seu resultado? (BBC)




Publicado por: Daniel Campos - 06/01/2018 - 14:52:04  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.0/5 (4 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O Índice de Satisfação com a Vida, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), constatou que a população mais satisfeita com a vida reside nos municípios do interior do país. Foi lá onde se atingiu maior pontuação, 66,9 pontos, de uma escala de 0 a 100. Os menos satisfeitos são os que vivem nas periferias, 62 pontos. A pontuação obtida por residentes nas capitais ficou em 64,7 pontos.

Também é no interior onde se tem menos medo de perder o emprego, segundo o Índice de Medo do Desemprego. Lá o índice registrado ficou em 64,5 pontos, enquanto nas capitais e periferias esse índice ficou em 67,5 pontos.
O brasileiro estava com menos medo de perder o emprego em dezembro do que em setembro de 2017. No entanto, segundo o Índice de Medo do Desemprego e o Índice de Satisfação com a Vida, divulgados nesta sexta-feira (5) pela CNI, o brasileiro está mais preocupado com essa possibilidade, se comparado a dezembro de 2016.

De acordo com o levantamento, o índice relativo a medo de desemprego estava em 65,7 pontos em dezembro de 2017. O valor representa uma queda de 2 pontos em relação a setembro do mesmo ano. Na comparação com dezembro de 2016, no entanto, o índice representa uma alta de 0,9 ponto - o que significa que o medo do desemprego aumentou.

De acordo com a CNI, o valor está "muito acima da média histórica", que é de 48,8 pontos, e que a alta de 0,9 ponto indica "persistência da insegurança em relação à recuperação do mercado de trabalho". A economista da CNI Maria Carolina Marques justifica essa alta explicando que o emprego reage "de forma defasada" à recuperação da economia, e que as empresas contratam somente quando têm segurança de que o crescimento será sustentado. (ABr)




Publicado por: Daniel Campos - 06/01/2018 - 10:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.75/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.8/5 (4 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Em conversa com o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, o deputado federal Jair Bolsonaro fechou sua filiação ao partido para ser candidato a presidente pela sigla. O acordo acabou de ser fechado em encontro no Recife, no escritório de um amigo de ambos, nesta sexta-feira (5). A agremiação enviará uma nota à imprensa para confirmar a notícia.

"Nos encontramos e ele fechou a filiação no PSL. Ele se filia para ser o nosso candidato a presidente", garantiu Bivar, em contato por telefone com a Folha de Pernambuco. O dirigente afirma que não há nenhuma polêmica sobre a indicação de aliados do presidenciável aos diretórios estaduais da legenda.

"Não foi uma filiação com fisiologismo. Todos convergem no partido pela filiação de Bolsonaro. Quem está no partido deve apoiá-lo porque ele é o nosso candidato", garante Bivar. (Blog da Folha)




Publicado por: Daniel Campos - 06/01/2018 - 08:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.50/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.5/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Mais de dois milhões de famílias brasileiras podem deixar de receber o Bolsa Família. É que a Controladoria Geral da União (CGU) constatou falhas em 2,5 milhões de cadastros do programa e garante que a maior parte dessas inconsistências será punida. Segundo o Governo Federal, 1,4 milhão de benefícios estão bloqueados; 470 mil foram cancelados; e mais 346 mil serão analisados por indícios de subdeclaração de renda que podem ter gerado um pagamento indevido de R$ 1,3 bilhão em dois anos. Pernambuco é um dos estados mais atingidos pelas medidas.

Em auditoria divulgada nessa quinta-feira (4), a CGU explicou que muitos dos beneficiários do Bolsa Família não haviam informado dados essenciais para o programa, como o CPF e a renda familiar. Por conta disso, o Governo foi atrás desses dados. Mas inúmeras inconsistências foram constatadas quando os novos números foram comparados com os de outras instituições federais, como o INSS e o FGTS. E Pernambuco registrou o quarto maior número de inconsistências do País, atrás apenas de São Paulo, Bahia e Minas Gerais. São 136,4 mil falhas que já geraram 101,7 mil bloqueios e 34,7 mil cancelamentos de benefícios no Estado. Além disso, há 26,8 mil suspeitas de fraudes na declaração de renda que garante o pagamento do Bolsa Família. Por isso, novos cancelamentos podem acontecer nos próximos dias em Pernambuco.

A CGU explicou que, das 2,5 milhões de famílias que apresentam cadastros irregulares no Brasil, 620 mil ganham menos de R$ 170 por mês e, por isso, não serão punidas. Outras 1,4 milhão, no entanto, ganham entre R$ 170 e R$ 440. E, como o Bolsa Família só atende famílias cuja renda por pessoa não passa de R$ 170, esse pessoal terá que se recadastrar, comprovando a situação de pobreza, para voltar a receber o benefício. Os outros 469 mil cadastros irregulares foram, portanto, automaticamente cancelados, já que dizem respeito a famílias que ganham mais de meio salário mínimo por mês. Além disso, foram encontrados indícios de fraudes na declaração de renda de 346 mil famílias. Neste caso, se a irregularidade for comprovada, os fraudulentos sofrerão sanções legais como a devolução do valor recebido indevidamente e a exclusão permanente do Bolsa Família.

Diante de tudo isso, a CGU exigiu que o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) aperfeiçoasse os controles relativos ao processo de cadastramento das famílias no Bolsa Família para reduzir o número de declarações inverídicas. Procurada pela reportagem, a pasta garantiu que vem checando os dados de renda dos beneficiários antes de autorizar a entrada ou a manutenção no Programa Bolsa Família, tanto que 4,7 milhões de benefícios irregulares foram cancelados nos últimos dois anos, o que permitiu a entrada de 4,2 milhões de novas famílias no programa. O MDS ainda disse que já deu início à cobrança de ressarcimento das famílias que subdeclararam renda, desviando R$ 1,3 bilhão. (Folha de Pernambuco)




Publicado por: Daniel Campos - 05/01/2018 - 13:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.50/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.5/5 (2 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O presidente Michel Temer recebeu de sua equipe a recomendação de veto integral do programa de refinanciamento de dívidas de micro e pequenas empresas (Refis), aprovado no final do ano passado pelo Congresso. Todos os ministérios pediram o veto.

Segundo assessores presidenciais, a tendência é que Temer acate a recomendação, principalmente porque há risco de, sancionado, o projeto representar um desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal. Nesse caso, ele poderia ser alvo de um processo.

O prazo final para análise e sanção do projeto termina nesta sexta-feira (5), mas a decisão pode ser publicada no "Diário Oficial" da União de segunda-feira (8). Temer deve assiná-la no sábado (6), quando voltará de São Paulo, para onde viajou na manhã desta sexta para fazer exames médicos.

A principal recomendação de veto foi feita porque, ao aprovar o novo Refis, o Congresso, autor do texto, não fez um estudo de impacto fiscal do programa nem definiu as medidas compensatórias no Orçamento deste ano. Isso é necessário porque, a cada renúncia de receita, o Orçamento precisa prever uma compensação. Sem essas previsões, o presidente estará desrespeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal se sancionar o texto.

Ainda hoje, em São Paulo, Temer deve se reunir com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif, o principal articulador da aprovação da medida. Afif defendeu o projeto alegando que era preciso garantir isonomia às micro e pequenas empresas, já que as demais tiveram seu programa de refinanciamento aprovado no ano passado. Nessa conversa, Temer deve explicar ao presidente do Sebrae os motivos do veto e possibilidades de compensações para o setor.

A equipe econômica é contra a concessão deste tipo de programa, porque acaba funcionando como um estímulo ao mau pagador. A empresa deixa de pagar seus impostos sempre na expectativa de que um novo refis será aprovado, com descontos generosos em multas e juros.

Sucessivos programas foram aprovados desde os governos petistas. O Ministério da Fazenda aceitou a aprovação dos últimos Refis com o compromisso de que não seriam feitos outros a partir de agora.(G1)




Publicado por: Daniel Campos - 05/01/2018 - 12:00:04  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (3 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Dirigentes do PT reunidos em São Paulo nesta quinta-feira (4) fecharam um calendário de atos neste mês em apoio ao ex-presidente Lula. A mobilização é uma tentativa de, para além dos recursos judiciais, fazer um enfrentamento nas ruas à condenação dele. O petista esteve no diretório nacional da sigla durante cerca de quatro horas e participou do encontro com a cúpula do partido. Oficialmente, a assessoria da legenda diz que ele foi ao local discutir programa de governo com a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR).

Dirigentes do PT reunidos em São Paulo nesta quinta-feira (4) fecharam um calendário de atos neste mês em apoio ao ex-presidente Lula. A mobilização é uma tentativa de, para além dos recursos judiciais, fazer um enfrentamento nas ruas à condenação dele. O petista esteve no diretório nacional da sigla durante cerca de quatro horas e participou do encontro com a cúpula do partido. Oficialmente, a assessoria da legenda diz que ele foi ao local discutir programa de governo com a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR). (Folhapress)




Publicado por: Daniel Campos - 05/01/2018 - 08:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (5 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



A nova ministra do Trabalho, Cristiane Brasil (PTB), foi condenada em 2016 a pagar uma dívida trabalhista de R$ 60,4 mil a um motorista que prestava serviços para ela e para sua família, conforme decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1) confirmada em segunda instância.

De acordo com informações do TRT, o mérito do caso já foi julgado e a parlamentar só pode recorrer ao TST sobre o valor da indenização. O valor, portanto, ainda pode ser alterado.

De acordo com o juízo, o funcionário não teve a carteira de trabalho assinada e, por isso, deveria ter ganho de causa para receber gratificações como férias, aviso prévio e gratificações natalinas. A carga horária do funcionário era de cerca de 15h por dia, de acordo com o juiz Pedro Figueiredo Waib, que condenou em primeira instância.

"Acolho que o autor trabalhava de segunda a sexta, das 6h30 às 22h, com uma hora de intervalo intrajornada", escreve o magistrado.

No processo, a parlamentar afirma que o motorista "exercia tão somente trabalho eventual" e que "não era e nem nunca foi seu empregado". Segundo Cristiane Brasil, ela o conheceu quando trabalhava na Câmara dos Vereadores e tinha relação meramente comercial, "sem exclusividade e subordinação". Em nota, disse que respeita a decisão. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 04/01/2018 - 19:27:28  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.75/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.8/5 (4 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



A Prefeitura de Petrolina intensificou o combate à poluição visual na cidade com a retirada de engenhos de publicidade, como placas e balões, que estão em situação irregular. Entre os objetivos da ação, está evitar acidentes, como os registrados na terça (02) e quarta-feira (03), na Avenida das Nações, quando outdoors caíram, danificando veículos que estavam na via. A empresa responsável já foi notificada. Por isso, num período aproximado de 15 dias, 42 estruturas foram retiradas pelas equipes da Diretoria de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas.

De todo o material retirado, 29 estruturas, sendo 04 balões, foram removidas pelas equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS). Os outros 13, dos quais 06 são balões, foram removidas pelas empresas de publicidade responsáveis pelos objetos. Das 10 que possuem cadastro junto à Prefeitura, oito vêm contribuindo com o trabalho. As ações de remoção vão continuar em 2018.

De acordo com o diretor de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas, Cícero Dirceu da Silva, este trabalho de fiscalização vai além do combate à poluição visual em Petrolina. "Além de deixar a cidade mais bonita, o nosso objetivo é garantir a segurança da população. Muitas estruturas de publicidade estão danificadas, colocando em risco a vida das pessoas. O último incidente causou apenas danos materiais, mas poderia ter tirado a vida de alguém e isso a gente não pode admitir", reforça Silva.

CONVOCAÇÃO Como forma de potencializar a fiscalização, a Prefeitura de Petrolina aproveita para convocar a população para denunciar locais onde existam placas, balões e outras estruturas de publicidade que estejam com as estruturas comprometidas ou atrapalhando a locomoção de pedestres. Denúncias podem ser feitas através da Ouvidoria Municipal pelo 156, ou presencialmente na sede da Prefeitura, de segunda à sexta-feira sempre pela manhã, através do site www.petrolina.pe.gov.br, 24 horas por dia, 7 dias por semana ou até pelo WhatsApp, no (87) 99985-0081. Texto: Felipe Pereira - AsCom Prefeitura de Petrolina Fotos: Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) (AScom)




Publicado por: Daniel Campos - 04/01/2018 - 15:25:51  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.40/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.4/5 (5 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho (sem partido), revelou, nessa quarta-feira (3), que deverá ingressar no PMDB. Após rumores darem conta que o auxiliar do presidente Michel Temer (PMDB) poderia ir para o DEM e mais recentemente para o PR, o auxiliar garante que o seu destino é a agremiação do presidente Michel Temer (PMDB).

Nessa quarta, ele acenou que o desembarque no partido pai e senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) será o provável. "O PMDB é o caminho natural", resumiu o ex-socialista, durante o enterro do empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho. De acordo com Fernando, a demora em ingressar na legenda se dá em virtude do imbróglio jurídico pelo controle da legenda travado entre o grupo político dos Coelho e o atual presidente estadual do PMDB, o vice-governador Raul Henry. "Estamos aguardando o desenrolar", disse.

Atualmente, a disputa pelo comando da sigla está judicializada. O grupo dos Coelhos espera uma posição da Justiça pernambucana sobre o comunicado feito pela Executiva Nacional de que a prerrogativa de destituir é decisão partidária interna. A expectativa de Bezerra Filho é que o desfecho sai ainda em janeiro ou fevereiro.

Já o grupo de Henry, entretanto, se atém a primeira decisão liminar concedida contra a destituição. Enquanto espera o final da novela, Fernando Filho também revelou que já conversou com o presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM), e externou a sua disposição de ir para o PMDB.

Como existia a possibilidade de Fernando desembarcar no Democratas, o esforço é para evitar qualquer ruído o aliado. Segundo Fernando Filho, o desembarque no partido do pai está relacionado ao projeto majoritário. Ainda ontem, o ministro afirmou que ingressará na futura legenda com o intuito de renovar o mandato de deputado federal e admitiu que, com a iminência de FBC assumir o MDB, outros parlamentares deverão ingressar no partido. "Temos boas condições de atrair alguns parlamentares", pontuou. (Blog da Folha)




Publicado por: Daniel Campos - 04/01/2018 - 11:43:09  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.50/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.5/5 (4 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



A partir deste ano, a Prefeitura de Petrolina, através da Agência Municipal do Empreendedor (AGE) contará com a "Escola do Empreendedor", mais um importante serviço que visa auxiliar quem deseja investir na gestão de microempresas.

O projeto, ainda em fase de conclusão, será voltado para microempreendedores da cidade e zona rural, formais e informais, clientes ou não da AGE e demais interessados que receberão noções básicas de como gerir seu empreendimento, potencializando o uso do microcrédito produtivo, orientado para o desenvolvimento de suas atividades, através de consultoria e liberação de crédito.

"Quero dizer que estamos nas tratativas finais para o lançamento desse grande projeto que vai oportunizar aos empreendedores conhecimento necessários para iniciar e gerir um empreendimento orientado e sustentável", disse o diretor-presidente da AGE, Sebastião Amorim, que também já adiantou que os cursos serão oferecidos gratuitamente na modalidade de educação presencial, com a utilização de material impresso, consultoria in loco e análise de crédito.

Os conteúdos serão divididos em dez temáticas entre elas: Empreendedorismo na Prática, Atendimento ao Cliente, Consumidor e Fornecedor, Ações de Marketing, Formalização, Formação de Preços, Vendas e Ganhos, Gestão Financeira, Higiene e Segurança, Sustentabilidade e Comunidade.

A Escola do Empreendedor ainda contará com as parcerias do Sistema S, além de instituições como UNIVASF, CDL, Sindilojas e Bancos. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 03/01/2018 - 09:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.40/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.4/5 (5 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Foi anunciado nesta manhã o nome do 8º bispo da Diocese de Petrolina, trata-se de Dom Francisco Canindé Palhano, bispo da Diocese de Senhor do Bonfim na Bahia. O anúncio foi feito pelo atual administrador da Diocese Padre Malam

Biografia

Dom Francisco Canindé Palhano nasceu em 1º de fevereiro de 1949, na cidade de São José de Mipibu/RN, filho do Senhor José Palhano Torres e Senhora Ana Maria Torres Palhano.

Ingressou no Seminário de São Pedro, em Natal, em 1960. De 1967 a 1970, Cursou Letras na UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Cursou Filosofia e Teologia no Seminário Central Ipiranga - São Paulo; Ordenação Diaconal no dia 6 de janeiro de 1974 na Matriz de Sant'Ana e São Joaquim na sua cidade natal, pela Imposição das mãos de Dom Antônio Soares Costa - Bispo Auxiliar de Natal/RN.

Foi ordenado como sacerdote em 2 de fevereiro de 1975, também na Matriz de Santana em São José de Mipibu - RN, pela imposição das mãos de Dom Nivaldo Monte, Arcebispo Metropolitano de Natal. Celebrou a 1ª Missa no dia 20 de fevereiro de 1975, em São José de Mipibu/RN, na Igreja Matriz. Tornou-se Mestre em Teologia Moral, na Academia Alfonsiana da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma (1985-1987).

Recebeu o título de Monsenhor em 29 de novembro de 1991 e foi eleito Bispo para a Diocese de Bonfim/BA pelo Papa Bento XVI em 26 de julho de 2006. Início Solene do Ministério Episcopal na Diocese de Bonfim - BA, em 26 de novembro de 2006.

Ao mesmo temo em que padre Malan anunciava o nome do escolhido para a Diocese de Petrolina, Dom Francisco Canindé comunicava em Senhor do Bonfim sua saída daquela Diocese. (Waldiney)




Publicado por: Daniel Campos - 03/01/2018 - 07:55:27  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.80/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.8/5 (5 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), decretou, nesta terça-feira (2), luto oficial de três dias no Estado pela morte do empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho, que faleceu nesta manhã. Armando Monteiro Filho tinha 92 anos.

Paulo Câmara também lamentou o falecimento e divulgou uma nota de pesar se solidarizando com a família e amigos do ex-ministro.

"Dr. Armando foi um honrado pernambucano, um legítimo cavalheiro que sempre lutou, ao longo de toda a sua vida, pelas maiores causas do nosso Estado e do Brasil, como empresário e politico. Dr. Armando teve uma postura firme, democrática e corajosa no enfrentamento com a ditadura militar e foi uma referência para gerações. Quero prestar a minha homenagem pessoal a esse grande pernambucano e me solidarizar com seus familiares e amigos". (FolhaPE)




Publicado por: Daniel Campos - 03/01/2018 - 07:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.0/5 (6 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



2018 acaba de começar, mas já dá para programar as folgas do ano. Serão 9 feriados nacionais e 5 pontos facultativos, sem contar os feriados estaduais e municipais como o do Dia da Consciência Negra e aniversários das cidades.

Apenas dois feriados caem no sábado ou domingo. Quatro cairão em sexta-feiras e 2 em segundas-feiras. Cinco datas de folga serão em terças ou quinta-feiras, criando os chamados feriados emendados.

Em São Paulo, serão 2 feriados a mais que poderão ser emendados, o de 25 de janeiro (aniversário da cidade), que cairá numa quinta-feira, e o de 20 de novembro (Dia da Consciência Negra), que acontecerá numa terça-feira.

Lista dos feriados nacionais de 2018:

30 de dezembro a 1º de janeiro (sábado a segunda): Confraternização Universal é dia 1º

30, 31 de março e 1º de abril (sexta a domingo): Paixão de Cristo é dia 30

21 de abril (sábado): Tiradentes

28 de abril a 1º de maio (sábado a terça): Dia Mundial do Trabalho é dia 1º

7 , 8 e 9 de setembro (sexta a domingo): Independência do Brasil é dia 7

12 , 13 e 14 de outubro (sexta a domingo): Nossa Senhora Aparecida é dia 12

2, 3 e 4 de novembro (sexta a domingo): Finados é dia 2

15 a 18 de novembro (quinta a domingo): Proclamação da República é dia 15

22 a 25 de dezembro (sábado a terça): Natal é dia 25




Publicado por: Daniel Campos - 02/01/2018 - 07:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (4 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



Os gêmeos Samuel e Sara nasceram em anos diferentes no Hospital de Clínicas, em Curitiba, entre a noite de domingo (31) e a madrugada desta segunda-feira (1º). A vendedora Michele Ferreira Maciel Ribeiro, de 28 anos, deu à luz ao menino, ainda em 2017, às 23h44. Já a menina, nasceu à 0h06.

A mulher teve os bebês de parto natural. Eles nasceram na 38ª semana de gestação e passam bem, assim como a mãe, conforme o hospital. Samuel veio ao mundo com 2,810 quilos e 47 centímetros. Sara, que nasceu 22 minutos depois, registrou 2,755 quilos e 48 centímetros.

Michele disse que a gravidez foi tranquila e que ficou sabendo que esperava gêmeos na oitava semana de gestação. "Foi uma surpresa bem grande. Eu nunca imaginei que seria mãe de gêmeos. A gente ficou muito feliz", explicou. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 01/01/2018 - 22:48:11  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.50/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.5/5 (4 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



O presidente da República, Michel Temer, assinou nesta sexta-feira (29) decreto que fixa em R$ 954 o valor do salário mínimo em 2018, aumento de R$ 17 em relação ao valor em vigor. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.

A medida será publicada ainda nesta sexta em edição extra do "Diário Oficial da União". O reajuste valerá a partir de 1º de janeiro.

O reajuste do salário mínimo é menor do que a estimativa que havia sido aprovada pelo Congresso Nacional, de R$ 965. Com isso, o governo prevê economizar R$ 3,3 bilhões no ano que vem.

O decreto presidencial estabelece ainda que o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 31,8, e o valor horário, a R$ 4,34.

O valor de R$ 954 que valerá para 2018 é 1,81% maior que os R$ 937 do salário mínimo de 2017.

Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil recebem salário mínimo, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 29/12/2017 - 15:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.40/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.4/5 (5 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   



«Primeira «Recentes 1 2 3 4 [5] 6 7 8 9 ... Antigas» Última»